Escolha uma Página

Conheça mais da nossa história com o Restart…

O primeiro clipe que efetivamente produzimos com o Restart foi “Minha Estrela”, em 2012, e depois disso produzimos mais 5 clipes da banda, até o momento que eles deram um PAUSE e deixaram todo mundo esperando um RESTART. Há!

 

 

 

“RESTART” – 02/02/2018

“Você pode xingar muito no Twitter ou tomar qualquer outra medida drástica…mais é inevitável reconhecer o peso do Restart na cena musical brasileira.

Poxa, imagine você, montar uma banda com 16 anos, pegar uma calça vermelha da sua irmã (porque na verdade você queria imitar o Axl Rose) e, em um repentino corte de cena, estar no Faustão, na capa de praticamente todas as revistas, programas de tv, entrevistas, rádios, etc…fazendo 40 shows por mês em todos os lugares possíveis, com um monte de gente gritando, chorando, berrando, com faixinhas na cabeça e calças coloridas por toda parte…

Ninguém entendeu como foi tão rápido. Acho que nem eles.

E, resumindo, foi um fenômeno musical sim…com mais de 20 prêmios e 40 nomeações ao redor do mundo. Milhões de fãs em vários idiomas. E mais vendas que qualquer outra banda no país.

Isso mesmo…

Se você não gosta, veja o que seus filhos estão escutando hoje. E se acha muito colorido, lembre-se que o rock esteticamente é um rio vasto onde corre muita testosterona e muito estrogênio ao lado de muitos e muitos elementos químicos…

Eu pessoalmente adoro P&B, coisas mais punks, meia preta, etc. Mais achei bom alguma banda finalmente ter a ousadia de quebrar com aquela imagem modinha de que o rock é aquele cara de cabelo ensebado e camiseta do Slayer, ou aquele cara todo dark e engomadinho que anda de óculos escuros em ambientes fechados.

Na verdade o rock justamente é: não ter um padrão. E os anos 90 meio que padronizou uma estética para o rock que quebrava esse espírito…

Afinal, se o cara quer se vestir de vaca e cantar para os milhões de fãs dele, qual o problema?!

E, depois de trabalhar com os quatro integrantes, e também depois de assistir e gravar uma tonelada de outros artistas, posso dizer que ali no Restart corria um talento nato de ponta à ponta. Tanto na parte mais ativa quanto na parte mais passiva da banda.

Veja nossos principais trabalhos juntos:

 

 

O videoclipe “Minha Estrela” (2012) foi um dos clipes com historinha que a PEXERA produziu junto da banda. E além dele tem algumas masters muito boas do EP Renascer, lançado em 2014:

 

 

O Restart hoje:

Depois que a banda acabou, em 2015, cada um foi para um lado. E se alguém quiser saber para onde, pode ler nas revistas de fofoca e etc…tipo aquiaquiaqui…ou sei lá, sigam os caras no instagram:

@pelanza  @eupelu @koba @thominhas

Resumindo: o Pe Lanza continuou cantando, pois se ele fizesse qualquer outra coisa seria um desperdício de talento vocal. O Pelu e o Koba continuaram tendo idéias e comercializando elas com sucesso. E o Thomas, bem, continua sendo Thomas…

Vejam alguns clipes que eles lançaram com seus projetos independentes:

“Frita mais um porco, diz que eu não to torto”

Além do SELVA, um duo eletrônico que desenvolveu com Brian Cohen, o Pelu também produziu a banda FLY e o ídolo teen João Guilherme Ávila, e tem dados bons passos na carreira empresarial:

O Thomas também continua produzindo músicas:

E o Koba, além de produzir a banda FLY e o Stripsilence Project, também entrou na empresa Coexiste:

Você Sabia?

Se você procurar os nossos vídeos com o Restart vai achar além dos clipes, vários vídeos da Pexera que o Thomas editou, produziu, dirigiu e gravou:

O Pe Lanza também participou de alguns projetos nossos, inclusive desse cover do Incubus, gravado pelo baixista Heitor Gomes (Ex-CBJr, CPM22 e Pavilhão9)

O cover rendeu elogios diretos do vocalista do Incubus, Brandon Boyd, que comentou sobre o vídeo em seu instagram:

“Obrigado por entrar em contato, ficou bem legal! Um belo trabalho realmente. Vou mostrar ao Ben (baixista). Tenho certeza que ele vai pirar com esse monstro de 8 cordas aí. Continue com o bom trabalho!”

E teve até curta-metragem que rolou:

Aliás, além do Fábrica de Sinos, o diretor Paul Domingos e a atriz Júlia Fotti foram também responsáveis pelo videoclipe de “Menina Estranha”, um dos maiores hit’s do Restart:

Mi Estrella:

Para mostrar como os caras eram bons e a banda ultrapassou fronteiras, rolou até versão de “Minha Estrela” em espanhol:

“Eu vou te esperar, aonde quer que eu vá. Aonde quer que eu vá te levo comigo”

 

 

Notícias Relacionadas